4

Saudade 1 ano


Hoje, na verdade, não vou postar nada

Hoje, vou desabafar

Há exatamente 1 ano atrás, partia p/ o outro lado da vida, o ser humano que mais me amou nessa vida.

Minha mãe se foi no dia 25 de agosto de 2009

Todos nós que "acreditamos", sabemos que o espirito é eterno, sabemos que nossos amados continuam vivos.

Mas...o que fazer com a saudade da presença física?

O que fazer com a solidão que insiste em nos machucar?

O que fazer com as horas que não passam, com o tempo que insiste em estacionar, com as lembranças.

Ahhhh...as lembranças

Me lembro de toda a nossa vida juntas

Nunca ficamos um dia siquer sem nos falar, sem notícias!

Hoje, depois desse ano que se arrastou, não sei dizer o que minha mãezinha está fazendo nessa hora.

Será que, lembrando de mim, assim como lembro dela?

Será que a saudade que ela sente, é tão grande quanto a minha?

Não! Não estou reclamando!

Deus, nosso Pai foi muito bom conosco.

Poupou minha amada de mais sofrimento e tem ela guardadinha embaixo de seus braços.

Eu já me conformei, já aceitei Sua vontade!

É que, como ser humano, fica muito difícil administrar a vida sem a presença daquela que tanto me protegia, que tanto fazia por mim!

Mas...é isso!

A vida realmente continua

Minha mãe lá, eu aqui, e nossos pensamentos sempre unidos, assim como sempre foi.

Hoje eu agradeço à Deus por ter me emprestado este ser humano maravilhoso que Ele nomeou como mãe, p/ que me amasse, me defendesse, para que realmente cuidasse de mim.

E olha que minha Mercinha cumpriu direitinho as missões à que veio destinada!

Ohhh minha mãe! Quanta saudade!

Vem me ver, preciso de um abraço seu!

Hoje te ofereço flores e minha oração diária para que, de onde estiver, receba este meu amor infinito e toda minha gratidão pelos 42 anos que juntas ficamos.

Te amo eternamente, luz da minha vida!

10

Psicografia 18/08/2010


Patricia Cristina, minha filha, é sua mãe novamente escrevendo agora pelas mãos dessa nossa amiga.
Que alegria, minha menina, vê-la empenhada na tarefa de amar e servir, vencendo as barreiras da distância e as dificuldades buscando cumprir com esmero o ideal que abraçou.
Vamos, filha, enxugar essas lágrimas. Não fica bem uma mulher do seu tamanho chorar. Vou dar um desconto porque sei o quanto a saudade faz doer o seu coração.
E agora, que todos em casa foram tomados pela incompreensão, o colo da velha Mercia está te fazendo falta.
Não se preocupe Patricia; junto com você, abracei a tarefa de servir e sabemos, filha, que o caminho daqueles que abdicam da própria vida para seguir com Jesus é coberto de espinhos. Ele não é feito de flores, que seriam como tapete para amaciar os pés de quem nele trilha.
Temos que ser firmes e vencer as adversidades.
As coisas em casa não estão bem e o clima ficou pesado e chato.
Tenha certeza que com o tempo, as coisas voltam ao lugar devido. Tudo na vida passa, Patricia.
Desse outro lado, vivenciando novas experiências, tenho ainda mais certeza que na terra, tudo, filha, é transitório, o que fica em nossos corações é nossa consciência e o bem que fazemos para nós e para os outros.
Por isso, tenho ficado em preces por você para que não desista da escolha que fez.
O meu regresso para cá serviu, filha, para o seu despertamento, e já não era sem tempo.
Cuida com paciência da nossa velha, minha mãe Jerônima. Ela continua briguentinha disfarçada, mas no fundo, não tem a intenção de encomodar ninguém.
O Anselmo, às vezes, reclama um pouquinho, mas se não tivesse a velha Jerônima prá brigar, sentiria a vida chata.
Estou, filha, em preces pela Claudia, porque desejo vê-las unidas novamente.
O que aconteceu, hein? Estão querendo que eu puxe as pernas de vocês, já que não dá para puxar as orelhas?
Também não me esqueço da nossa Thayná, nossa menina que para Deus peço que cuide dela por nós.
Filha, hoje a cartinha da sua mãe é breve. É só um recadinho rápido que entrego ao seu coração.
Pare de brigar comigo. Reflita nas palavras do Evangelho do Cristo, que diz:
"A quem muito é dado, muito será cobrado".
A moeda que paga, filha, nossa parceria no trabalho espiritual, é ceder a vez da caneta à outros irmãos.
Mas, vamos juntas vencer as dificuldades, a tristeza e a depressão.
Você já está enferrujando, se não movimentar o corpo e a mente através do trabalho, vai parar de vez.
Estou brincando, Patricia, mas...se cuida filha. Quero você bem bonita, afinal, você tem a quem puxar!
Vou parar por aqui filha, com o coração transbordando de alegria por ver os seus esforços.
Beijos no seu coração e divida-os com o Anselmo, com a mamãe Jerônima, Claudia Regina, Marcio, Mariza, Natali, Janaina e Thiago.
Da sempre Mercia de todos
Mercia Toledo Cesar
Psicografia recebida no Grupo de Estudos Alan Kardec na cidade de Lorena pela médium Marli Mansini
Obrigada minha mãe por continuar ao meu lado
Obrigada Senhor por me permitir essa graça bendita da comunicação com minha amada
Obrigada Rogério e Marli por me acolherem na Seara do Bem
4

Dia dos Pais = lembranças

Esta foto tem exatamente hoje, 1 ano.


Mamãe fez questão que fizessemos um churrasco p/ comemorar o dia dos pais.


Ela não estava se sentindo muito bem. Estava indisposta. 15 dias depois, ela nos deixaria.
Hoje, comemoramos o dia dos pais.
Eu, meu pai e meu filho.
Tenho certeza que mamãe esteve presente nos abençoando...ela sempre deu muito valor às datas comemorativas.
Não vou mentir que estou explodindo de felicidade, mas agradeço...agradeço por ainda ter meu pai e meu filho ao meu lado.
Agradeço à Deus pela saúde dos dois amores da minha vida.
E agradeço por ter herdado de minha mãe esse amor pela familia.





Feliz dis dos pais!!! Te amo meu pai. Te amo minha mãe. Te amo, meu filho.