4

Saudade 1 ano


Hoje, na verdade, não vou postar nada

Hoje, vou desabafar

Há exatamente 1 ano atrás, partia p/ o outro lado da vida, o ser humano que mais me amou nessa vida.

Minha mãe se foi no dia 25 de agosto de 2009

Todos nós que "acreditamos", sabemos que o espirito é eterno, sabemos que nossos amados continuam vivos.

Mas...o que fazer com a saudade da presença física?

O que fazer com a solidão que insiste em nos machucar?

O que fazer com as horas que não passam, com o tempo que insiste em estacionar, com as lembranças.

Ahhhh...as lembranças

Me lembro de toda a nossa vida juntas

Nunca ficamos um dia siquer sem nos falar, sem notícias!

Hoje, depois desse ano que se arrastou, não sei dizer o que minha mãezinha está fazendo nessa hora.

Será que, lembrando de mim, assim como lembro dela?

Será que a saudade que ela sente, é tão grande quanto a minha?

Não! Não estou reclamando!

Deus, nosso Pai foi muito bom conosco.

Poupou minha amada de mais sofrimento e tem ela guardadinha embaixo de seus braços.

Eu já me conformei, já aceitei Sua vontade!

É que, como ser humano, fica muito difícil administrar a vida sem a presença daquela que tanto me protegia, que tanto fazia por mim!

Mas...é isso!

A vida realmente continua

Minha mãe lá, eu aqui, e nossos pensamentos sempre unidos, assim como sempre foi.

Hoje eu agradeço à Deus por ter me emprestado este ser humano maravilhoso que Ele nomeou como mãe, p/ que me amasse, me defendesse, para que realmente cuidasse de mim.

E olha que minha Mercinha cumpriu direitinho as missões à que veio destinada!

Ohhh minha mãe! Quanta saudade!

Vem me ver, preciso de um abraço seu!

Hoje te ofereço flores e minha oração diária para que, de onde estiver, receba este meu amor infinito e toda minha gratidão pelos 42 anos que juntas ficamos.

Te amo eternamente, luz da minha vida!

4 comentários:

Anônimo disse...

É e lá se foi 1 ano!
Um ano da mais pura saudade e aprendizado, um ano de muitas lembranças e recompensas....um ano que conhecemos seres iluminados que nos ensinaram que é possível sim encurtar essa distância que nos separa.
Agradeço a Deus por nos permitir viver e aprender ao lado dessa pessoa iluminada, desse anjo colorido que tanto alegrou nossas vidas!
Obrigada Senhor por nos dar a oportunidade de compartilhar nossas vidas com pessoas como minha Mãedrinha, obrigada Deus maravilhoso, por nos permitir sentir saudades....pq se sentimos é sinal que vivemos momentos inesquecíveis ao lado dela!
Obrigada Deus pelos momentos mais difíceis de nossas vidas o Senhor não ter nos desamparado, colocando em nossos caminhos seres iluminados como o Rogério e a Marli, que tanto nos tem ensinado a lidar com esse sentimento que tanto machuca.
Obrigada meu Deus lindo, por através deles termos tido a certeza que a vida continua!

À você Mãedrinha, só tenho a agradecer...muito obrigada por tudo o quanto aprendi com você, muito obrigada por todo amor sincero que sempre me dedicou, muito obrigada por me incentivar a ser sempre sincera, verdadeira e AUTÊNTICA....pois esse é o meu maior orgulho....De me parecer com você!
Te amo com o mais profundo e sincero do meu coração....Esteja bem onde quer que esteja...e sei que está.

Olhe sempre por nós, que ainda muitas vezes na ignorância humana, nos questionamos POR QUÊ?

Siga em paz...sempre properando no caminho do bem, no auxílio ao próximo....

E um dia....com toda a certeza estaremos juntas novamente!

Milhares de beijos bem na pontinha do seu nariz....e que os nossos ANJINHOS COLORIDOS, te acompanhem por onde você for!

NATALI CRISTINE!

Kelly disse...

Oi PAtrícia querida, estou sem palavras. Só quero que tenha certeza que pode contar comigo sempre!
Choro e sofro contigo, pois assim como você sei o quanto é difícil esse momento de tentar entender por que temos que nos separar dos que amamos, as vezes tão cedo...
Grande beijo!!!!!!!!!!!!!

Evelize disse...

Olá Patrícia..entendo perfeitamente seus sentimentos, dia 27 de agosto fizeram 17 anos que minha nos deixou, e nesses 17 anos jamais deixe de lembrar um somente dia. ´nesta semana fará 10 meses da partida de meu filho Caio. Não consigo expressar em palavras o que eu sinto, mas tento a todo custo não ficar triste, as vezes é impossível controlar,mas me esforço muito. Acredito Patrícia que Deus não dá o que não podemos carregar. Acredito também que tudo tem um propósito por mais difícil que seja de enxergar. Que Deus nos proteja e continue dando força a você. Bjos

Anônimo disse...

Oi Patrícia, td bem? Minha mamma desencarnou no dia 23/08/2004... fiquei só, com as lembranças e uma casa extremamente vazia, qta dor, qto sofrimento, claro que já entendi que td aconteceu de maneira exata como o todo poderoso determinou mas, confesso, foram dois anos de angústia... de fundo de poço mesmo. Entendo perfeitamente o seu desabafo. É assim mesmo, agente vai aprendendo a levar a vida mas... o vazio que elas deixam não é preenchido de forma alguma. Agradeça sempre pelas mensagens que vc recebeu de sua mãezinha querida, qta benção! Eu não fui agraciada, talvez pq tenha procurado tarde ou talvez pq outros necessitem mais do que eu, esse acalento divino. Estive em Lorena no ano passado, junta a Caravana de vcs e, ao passar um dia inteiro lá, entendi que, naquele dia, naquele momento, muitas pessoas necessitavam de consolo e eu, apenas queria então, pedi ao todo poderoso que ajudasse que viessem o consolo àqueles que mais precisassem naquele dia, naquele momento. Nossa, entrei aqui para dizer que seu Blog é lindo e, acabei falando um montão! Deus a abençoe! Bjs, niquinha campos.

Postar um comentário