3

5 meses...que saudade!


Hoje fazem 5 meses que você foi morar longe de nós. Acordei um pouco mais triste do que o normal...acho que por causa da data mesmo.
Na verdade, data não importa, mas p/ nós, encarnados, ainda são importantes os dias.
Há 5 meses atrás, você estava comigo, estávamos juntas.
Hoje, não a vejo mais.
É mãe...
Sei que a vida tem que continuar.
Já fui ao mercado, ao açougue e ao cemitério te levar flores e minha oração regada de lágrimas.
Agora estou aqui, tentando trabalhar, mas com o pensamento em você, minha flor.
Não fique triste. Apenas sinto sua falta que a cada dia é mais forte.
Te amo minha mãe, hoje e sempre te amarei. Obrigada por tudo que foi e é prá mim. Fique bem p/ que no dia em que chegar minha hora, possamos nos abraçar e ficarmos juntas novamente.
Essa certeza é que me dá forças prá continuar.
Minha mãe...minha flor.

3 comentários:

Barreto disse...

O mais importante é que ela te vê, te percebe e sofre com sua percepções caso nao seja de amor e alegria.
Pense num lindo passarinho, lindo mesmo, mas que desejava muito voar por outros lugares, que já estava cansado de viver anos na gaiola.
Agora pense na sua mãe como esse passarinho que agora pode voar e se encontra feliz por have conseguido a libertação.
Não conte o tempo que você está sem ela; conte o tempo em que ela está voando livremente por todos os lados.

Paz no seu coração e tenha certeza de que esse passarinho agora volta para te visitar e está mais feliz que antes.

Beijo,
Barreto

Kelly disse...

Querida, força, queira sair dessa tristeza, você precisa tocar sua vida, isso não é sinônimo de abandonar sua mãe, ela sem´re estará com você. beijos

Jeanne disse...

Amiga, cinco meses é muito pouco para um coração dolorido.
Há que viver este luto, mas sem revoltas como já sabes.
É difícil, mas a dor pode ser eficiente professora de vida.
Já que não aprendemos pelo amor, a dor lapida a alma nos aproximando de Deus.
Muita coragem e fé.
Beijos

Postar um comentário